quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

estou triste

hoje sinto-me triste. Sinto-me desolada porque por mais capacidade que tenha, mais paciencia que revele, mais meiguice com as minhas meninas, ainda assim sou obrigada a desrespeitá-las.
A verdade é que as coisas estão complicadas. As birras com a roupa continuam... Embora a estratégia seja envolver a C na escolha da roupa no dia anterior, chega de manhã e recusa-se a vestir! O tempo vai passando, o meu humor vai-se alterando à medida que o tempo vai passando e eu vejo tudo atrasado.
Já chegámos ao cumulo de fazer uma tabela de cores, para ela anotar a cor que veste em x dia.... é muito dificil... é difícil ela compreender. Então aquela preocupação que tenho com ela, desvanece-se e começa a dar lugar a uma postura mais crispada.
Mas isto é o prato do dia, inéditas são as birras descomunais da irmã. A E começou na fase birrenta, birrosa, biTUDO! Fica colada à cama não quer sair... As rotinas estão definidas, são claras e flexiveis! Então eu não entendo, só pode ser fase mesmo. A mais nova começa na fase do pai, quer que seja ele a despachá-la, mas o pai tem que sair, não tem tempo... ela fica amuada. Quer fazer as coisas à maneira dela e então decide que não quer sair de casa, quando já tenho tudo nas mãos, malas casacos, tudo, só sair.
Diz que não vem... Tento negociar... não vem... conto até 10, não vem.... explico-lhe... não vem.... decido fechar a porta, a C dá gritos de aflição que entoam o prédio... e pequena não vem.... Já não há tempo.... sinto-me a ferver por dentro, cerro os dentes, mas descontraidamente sou obrigada a pegar nela.... parece um pau rijo... estrabucha, chora.... coloco-a no chão... o mesmo para entrar no elevador, só vem quando lhe pego contra a sua vontade.... Isto é um filme de terror.... :(
Na garagem... chora, fica colada ao chão, eu tenho as mãos cheias e por isso erro fatal por-lhe no chão. Vira costas e anda em direcção oposta... Ponho a irmã dentro do carro, aperto o cinto e a C só berra aflita com medo que eu deixe a irmã... explico-lhe que é só para a E vir... mas não compreende....
Desta vez, chegou ao pnto de ter que ligar o carro e muito devagar começar a retirar o carro no estacionamento, sp olhando onde ela estava... só nesta fase vem a correr a berrar desesperada. Faço como se nada fosse, ponho-a no carro e daio.
Deixo a C, quando trago novamente a E para o carro até me vontade dá de chorar.... Onde chegamos??? Onde chegamos???? Chega à escola a dizer que não quer ir.... que quer ir para casa ter com o pai.... eu não sei... pensará que o pai está em casa???? Já na escola dela pergunto à educadora se se passa alguma coisa e conto-lhe das birras... Já nesta altura, em que me deram cabo dos nervos, ela está como se nada fosse, dá a mão à educadora e eu venho embora com um peso na alma pelo sucedido.
Quero hibernar :(((((

4 comentários:

Maggie disse...

ui Carla isso está mesmo dificil. Insiste diz que o pai já saiu para trabalhar, deixa-a ver que o pai já não está ...

coragem Amiga

Maggie

Carla disse...

algum dia tenho a cpcj a bater-me á porta, con queixas de maus tratos, tal é os gritos, berraria que entoa neste condominio :(

Dina disse...

Oh amiga esta complicado. Será uma fase e oxalá não dure muito. quanto a roupas não tenho problemas...lol...visto-o e raramente se queixa . ás vezes la relembra que tem de levar fato de treino ou assim . E raramente ha birras de manhã. Mas as atenções são pra ele e tu tens de te dividir é bem mais complicado gerir. beijocas e olha tenta arranjar novas estrategias.

Carla disse...

há dias Dina, hoje por exemplo, embora houvesse a teima do costume, fluiu tudo normalmente